domingo, 25 de outubro de 2009

Carregar Filho Pra todo Lado

Excluindo meu trabalho, carrego meus filhos pra quase todo lugar que vou.

Resolvi falar sobre isso, pois hoje em dia este hábito é cada vez pior visto por quase todo mundo. Como se estivesse exagerando ou, pasmem, provocando uma relação de dependência....

As crianças são colocadas na escola antes dos dois anos de idade. Ou seja, em sua fase de filhotes, elas passam a ter que se relacionar diariamente com cuidadores pagos para a função e com outras crianças, se sentindo inseguras e tendo que aprender a se defender e compreender um mundo tão ilógico...

Há mães de todo tipo. A maior parte faz tudo que pode ou que sabe por seus filhos. Tudo que pode ou que sabe não significa que seja o melhor para as crianças. Mas há também mães que não são tão envolvidas com sua cria. O filho pode ter sido um acidente ou ate uma tentativa de prender o marido, sabemos disso, porém a partir do momento em que são concebidas, deveriam ter todo carinho e respeito que qualquer ser humano merece ter. Porque é uma honra ser mãe...

Não sou melhor que outras mães por carregar meus filhotes pra cima e pra baixo. Faço apenas o que é racional, certo e que meu coração pede.

Quanto as oportunidades... Sim, já perdi algumas e perderei outras para não deixá-los para trás. Mas tudo na vida é assim: deixamos de fazer algumas coisas para fazer outras. Nossa natureza humana adora sentir saudades do que não aconteceu, mas o que aconteceu é sempre mais importante do que o que planejamos acontecer.

Minha maternagem não é perfeita. Mas faço e vou continuar fazendo tudo o que for possível para que meus filhos cresçam amando um ao outro e ambos ao mundo.

Eles foram confiados a mim para uma missão bem diferente e essencial para o planeta. Não há como passar-lhes meus ideais, sentimentos e informações se não for aproveitando todo meu tempo livre com eles...

Ser mãe não é fácil. Mas foi o caminho que escolhi consciente e inconscientemente. Estar com eles não é um favor, é um prazer. E sinceramente, aprendo muito mais do que ensino!

Nossa proximidade nos use ao passo em que nos liberta.

Vou sempre carregar vocês dois comigo... Até que vocês possam caminhar por si mesmo, meus amores...

5 comentários:

╰☆╮F®ÅNciєℓyღ εїз* disse...

Ai que delícia ler esses textos! hehehe
bjokas mami Didi
(OBS: Coloca janela pop-up pra ficar mais fácil de comentar, vai! hehe)

Maíra disse...

Concordo com seu post totalmente, Dydy! Eu e minha mãe temos um elo maravilhoso, considero ela uma das minhas almas gêmeas (porque a outra é a Paula, minha esposa), e quando eu era criança minha mãe me levava em todos os lugares com ela, eu AMAVA, e estou certa que isso me ajudou a ser uma pessoa sociável, eu sempre soube me comportar em todos os locais, me relacionar bem com todas as pessoas, especialmente adultos. Quando tiver meu filho, quero levar ele comigo sempre também, porque sei o quanto a criança gosta disso, quero ter com meu filho o mesmo elo que eu tenho com a minha mãe! Isso não tem preço!

Bjos!!!

Paty disse...

Adorei seu blog,posso acompanhar,eu tb sou mto maezona.

Beijocas!

Dri Viaro disse...

Bom diaaa

Tem promoção Kit pampers no blog, vai ficar de fora dessa?
bjsss boa semanato

Dri Viaro disse...

Bom diaaa

Tem promoção Kit pampers no blog, vai ficar de fora dessa?
bjsss boa semana